Acesse o novo WebMail Fetrafi-RS
WebMail Fetrafi-RS
   Início        A Fetrafi-RS         Diretoria         Estrutura         Sindicatos         Sistemas Fetrafi-RS    
Porto Alegre, 16\10\2018
Últimas Notícias
Bancários retomam mesa de saúde com a Fenaban nesta quarta
Compartilhe esta notícia no Twetter
Envie esta notícia por E-Mail
Saúde do Trabalhador | 22/02/2016 | 15:02:42
Bancários retomam mesa de saúde com a Fenaban nesta quarta
Movimento Sindical quer negociação consequente com avaliação rigorosa do PCMSO
 

A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam, nesta quarta-feira (24/02), a mesa bipartite de saúde do trabalhador com a Fenaban.A reunião vai abordar a avaliação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO e demais procedimentos.


O programa, previsto na NR-7, do Ministério do Trabalho e Previdência Social, deve passar por um amplo processo de avaliação pelos empregados dos bancos. Para isso, CONTRAF e FENABAN tem que discutir e definir todo o processo em que se dará essa avaliação e a participação para além dos bancários e bancárias, ou seja, a avaliação deve ser feita por todas as pessoas que executam o PCMSO. A produção e a aplicação dos questionários devem ser diferenciadas por função: trabalhadores em geral, membros do SESMT, membros da CIPA, por exemplo. Questões cruciais que a CONTRAF e FENABAN devem resolver no processo negocial diz respeito a garantia de participação da representação dos trabalhadores em todo o processo de avaliação do PCMSO, destaca Walcir Previtale, coordenador da mesa bipartite e secretário de saúde da trabalhadora e do trabalhador da CONTRAF-CUT.

"Temos o direito assegurado em participar efetivamente de todas as questões relativas à saúde dos trabalhadores e o PCMSO é parte integrante de um conjunto de políticas que visam a intervenção nos ambientes de trabalho para eliminação de riscos, a prevenção e a promoção da saúde. Por isso, o programa deve passar por rigorosa avaliação e ser tema permanente da mesa bipartite de saúde”, completa Walcir Previtale.

O PCMSO não é um programa isolado

O PCMSO não é um programa isolado e que possui todas as respostas para os problemas da saúde dos trabalhadores. O PCMSO possui estreita relação com outras normas regulamentadoras (NR’s) e deve articular-se com elas.

O PCMSO (NR-7) deve articular-se com a outro programa – o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA (NR-9) que estabelece que todos os empregadores elabore e implemente o programa,visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais(texto da NR-9 – parágrafo 9.1.1)

Também o PCMSO se articula com a NR-5, que regulamenta as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes – as conhecidas CIPAs.

Na NR-7 há um a previsão no parágrafo 7.4.6.2 que garante que o relatório anual do PCMSO, que contém todas as ocorrências e estatísticas do período, assim como o planejamento para o próximo ano, deve ser apresentado e discutido na CIPA, estabelecendo que uma cópia fiel do relatório deva ser anexada ao livro ata da comissão.

Convenção nº 161 da OIT e a avaliação do PCMSO

Logo, percebe-se que avaliar o PCMSO, além de não ser uma tarefa simples, envolve variados setores de uma unidade de trabalho, desde o médico coordenador do programa, os médicos do trabalho, os trabalhadores alvo, as CIPAs, os demais profissionais e, claro, o empregador que é o responsável objetivo e direto pelas políticas de saúde em sua empresa.

Na negociação desta quarta-feira com a FENABAN o tema do PCMSO é uma das nossas prioridades para a mesa bipartite de saúde. Para o estabelecimento de um amplo e eficiente processo de avaliação do programa, faz-se necessário trilharmos alguns caminhos na negociação que julgamos importantes:

- As CIPAs têm discutido em suas reuniões regulares o relatório anual do PCMSO, conforme previsão da NR-7?

-Os médicos que realizam os exames previstos no PCMSO são médicos do trabalho?

Quem são e quantas são as empresas que os bancos terceirizam os serviços previstos no PCMSO?

Como os bancos envolvem e garantem a participação de todos os trabalhadores nessas políticas de saúde?

"Queremos estabelecer com a FENABAN um processo negocial consequente sobre a matéria do PCMSO, que entrou para a Convenção Coletiva de Trabalho – CCT, em 2011, fruto de inúmeras reclamações dos trabalhadores e que ainda persistem até hoje. E a nossa referência para a negociação é a Convenção nº 161 (Serviços de Saúde do Trabalho), da Organização Internacional do Trabalho – OIT e ratificada pelo Brasil em 22 de maio de 1991, que regula em seu artigo 8º que os trabalhadores, seus representantes e o empregador devem cooperar e participar de serviços de saúde no trabalho e de outras medidas a eles relativas, em bases equitativas, ou seja, em bases de igualdade, prática que ainda está muito distante da realidade dos bancos”, finaliza o secretário de saúde da trabalhadora e do trabalhador da Contraf-CUT, Walcir Previtale.

*Contraf/CUT

 
 
Conteúdo    
 
 
 
Saúde do Trabalhador | 03/10/2018
Gestão da Caixa adoece empregados, aponta pesquisa da Fenae
Dados mostram que um em cada três bancários teve algum problema de saúde relacionado ao trabalho nos últimos 12 meses.
Saúde do Trabalhador | 21/06/2018
Seminário Nacional em Defesa dos Planos de Saúde
No dia 28 de junho, das 9h às 17h30, acontece em Brasília o Seminário Nacional em Defesa dos Planos de Saúde de Autogestão das Estatais Federais.
 
 
  Serviços
Acordos e Convenções
Enquetes
Conquistas
Acesso Restrito Interno à Fetrafi-RS
Informativos da Fetrafi/RS
Minutas de Reivindicações
Notas Jurídicas
Ações Trabalhistas Fetrafi/RS
Moções aprovadas em eventos
 
 
Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras RS
Rua Cel. Fernando Machado nº 820
CEP 90010-320 - Bairro Centro Histórico - Porto Alegre, RS
Fone: (51) 3224-2000 | Fax (51) 3224-6706

Copyright © 2010 Fetrafi. Todos os direitos reservados.
 
Desenvolvimento IDEIAMAIS - Agregando Valor