Acesse o novo WebMail Fetrafi-RS
WebMail Fetrafi-RS
   Início        A Fetrafi-RS         Chat Jurídico         Diretoria         Estrutura         Sindicatos         Sistemas Fetrafi-RS    
Porto Alegre, 18\10\2018
Últimas Notícias
BB lucra R$ 3 bilhões no primeiro trimestre mas não valoriza funcionários
Compartilhe esta notícia no Twetter
Envie esta notícia por E-Mail
Bancos | 14/05/2018 | 17:05:07
BB lucra R$ 3 bilhões no primeiro trimestre mas não valoriza funcionários
Mesmo com lucro, banco cortou quase dois mil postos de trabalho nos últimos 12 meses.
 
O Banco do Brasil anuncia um lucro de R$ 3 bilhões apenas no primeiro trimestre de 2018, o que representa um aumento 20,3% maior do que o obtido no primeiro trimestre do ano passado. O resultado é devido ao aumento das rendas de tarifas, pela redução das despesas de provisão e das despesas administrativas. Mas para atingir este patamar em apenas três meses, é fruto também do esforço de milhares de funcionários que deveriam ser muito mais valorizados pelo banco. "A valorização não deveria ser apenas na melhoria da PLR mas em salários e melhoria dos valores das funções”, disse Wagner Nascimento, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil.
Redução de postos de trabalho

Ao contrário, o banco cortou 1.983 postos de trabalho nos últimos 12 meses e chegou a 97.981 trabalhadores. Além de também reduzir 270 agências no período, chegando a 4.159 em março de 2018. As despesas de intermediação financeira tiveram forte queda de 31% em relação ao mesmo período de 2017, com destaque para as despesas de captação com recuo de 44% e as provisões para devedores duvidosos que caíram 18%.

Já as receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias cresceram 5,4%, chegando a R$ 6,5 bilhões apenas nos primeiros 3 meses de 2018. Com essa receita, o BB cobre 125% do total de sua despesa de pessoal incluindo PLR, ou em outras palavras o banco paga o toda a despesa com funcionários e ainda sobra R$ 1,3 bilhão.

Cassi

Estes resultados demonstram também, aponta Wagner Nascimento, que é possível ao banco aportar sim mais dinheiro na Cassi, e não jogar a conta nas costas dos trabalhadores. Já o Banco, ao contrário, em reunião com os representantes dos funcionários da ativa e aposentados, em reunião no dia 24/04, trouxe uma proposta indecente: altera o custeio dos Planos Associados, desequilibra o modelo de governança paritária e quebra uma regra fundamental que é o princípio da solidariedade, instituindo também a cobrança por dependente. "”É simplesmente uma proposta apocalíptica”, na definição da diretora do SindBancários e funcionária do BB Bianca Garbelini.

Redução nas despesas com pessoal

Entre janeiro e abril de 2018, as despesas de pessoal do BB apresentaram queda de 2,6% em relação ao mesmo trimestre de 2017. A taxa de inadimplência chegou a 3,65% no primeiro trimestre de 2018, com queda de 0,24 p.p. em relação ao mesmo período de 2017.

Com redução de 6,3% no ano, a carteira de crédito ampliada PJ foi influenciada pelo decréscimo de R$ 8,7 bilhões nas operações de capital de giro (7,4%), investimentos em R$ 3,8 bilhões e crédito imobiliário (R$ 2,5 bilhões).

A carteira PF orgânica, por sua vez, cresceu 3,0% em 12 meses, fruto do desempenho positivo em crédito consignado (R$ 5,1 bilhões) e da alta de 6,8% do financiamento imobiliário (R$ 2,9 bilhões).

Fonte: Contraf-CUT com SindBancários
 
 
Conteúdo    
 
 
 
Bancos | 18/10/2018
Bancários do BB realizam ato em defesa da Cassi e contra os descomissionamentos
Em Porto Alegre, a mobilização ocorreu em frente à agência do Banco do Brasil da Rua Uruguai, no Centro.
Bancos | 17/10/2018
Fenae lança campanha contra privatização da Caixa
Não tem sentido é o mote utilizado para defender o banco público.
 
 
  Serviços
Acordos e Convenções
Enquetes
Conquistas
Acesso Restrito Interno à Fetrafi-RS
Informativos da Fetrafi/RS
Minutas de Reivindicações
Notas Jurídicas
Ações Trabalhistas Fetrafi/RS
Moções aprovadas em eventos
 
 
Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras RS
Rua Cel. Fernando Machado nº 820
CEP 90010-320 - Bairro Centro Histórico - Porto Alegre, RS
Fone: (51) 3224-2000 | Fax (51) 3224-6706

Copyright © 2010 Fetrafi. Todos os direitos reservados.
 
Desenvolvimento IDEIAMAIS - Agregando Valor